العربية中文  |  فارسی |  Français  |  हिंदी  |  Italiano  |  日本語  |  한국어  |  Melayu |  Русский  |  Español  | ไทย | Tiếng Việt

Existe uma transmissão contínua do novo coronavírus nos Estados Unidos e em destinos do mundo inteiro.

Você pode ter sido exposto à COVID-19 em suas viagens (nacionais e/ou internacionais). Mesmo que se sinta bem e não apresente sintomas, existe a possibilidade de contágio, e você pode acabar contagiando outras pessoas. Uma vez expostos ao vírus, você e seus acompanhantes de viagem (inclusive crianças) representam um risco para seus familiares, amigos e comunidade durante 14 dias. Independentemente das atividades realizadas ou do destino de sua viagem, adote as seguintes precauções para impedir que outras pessoas adoeçam:

  • Mantenha uma distância mínima de 2 metros (cerca de dois braços) de pessoas que não morem com você. É importante respeitar essa distância em qualquer lugar, dentro e fora de casa.
  • Quando estiver em público, use uma máscara para manter o nariz e a boca cobertos.
  • Lave as mãos com frequência ou use um desinfetante para mãos.
  • Cuide da sua saúde e tenha atenção aos sintomas de COVID-19. Meça sua temperatura corporal caso se sinta doente.

Siga as recomendações ou exigências estaduais, territoriais, tribais e locais após viajar.

Atividades de maior risco

Alguns tipos de viagens e atividades podem aumentar o risco de exposição à COVID-19 (veja a lista a seguir). Caso tenha participado de atividades de maior risco, ou se você acreditar que pode ter sido exposto antes ou durante sua viagem, adote precauções extras (além das já mencionadas) nos 14 dias após sua chegada para proteger as outras pessoas:

  1. Fique em casa o máximo possível.
  2. Tente não ficar próximo de pessoas com risco elevado de desenvolver a forma grave de COVID-19.
  3. Considere fazer o teste para COVID-19.

Quais são as atividades consideradas de maior risco?

Seguem exemplos de atividades e situações que podem aumentar seu risco de exposição à COVID-19:

  • Estar em uma área que apresenta altos níveis de COVID-19, incluindo destinos com notificação de saúde em viagens de nível 3. Você pode consultar as Notificações de saúde em viagens para verificar as recomendações dos lugares para os quais já viajou, incluindo países estrangeiros e territórios dos Estados Unidos.  Você também pode verificar estados, distritos e cidades para descobrir se os locais apresentam níveis elevados de COVID-19.
  • Comparecer a um encontro social com muitas pessoas como um casamento, funeral ou festa.
  • Participar de eventos públicos, como jogos esportivos, shows ou desfiles.
  • Permanecer em locais de aglomeração de pessoas, como restaurantes, bares, aeroportos, rodoviárias, estações de trem, teatros ou cinemas.
  • Viajar em navios de cruzeiro ou barcos fluviais.

Se você souber que foi exposto a alguém com COVID-19, adie suas viagens. Mesmo sem sintomas, você pode propagar a COVID-19 para outras pessoas enquanto estiver viajando.

O que fazer se você adoecer depois de retornar de viagem

Se você ficar doente e apresentar febre, tosse ou outros sintomas de COVID-19:

  • Fique em casa e tome outras precauções. Evite o contato com outras pessoas até que seja seguro encerrar seu isolamento em casa.
  • Não viaje quando se sentir doente ou indisposto.
  • Você pode estar com COVID-19. Caso tenha contraído a doença, saiba que a maioria das pessoas se recupera em casa, sem assistência médica.
  • Mantenha contato com seu médico. Ligue antes de ir a um consultório médico ou pronto-socorro, e informe sobre a possibilidade de você estar com COVID-19. Caso tenha uma consulta médica que não possa ser adiada, ligue antes e informe que você tem ou pode estar com COVID-19. Isso ajudará a proteger os profissionais da saúde e os demais pacientes da exposição à COVID-19.
  • Se você apresentar algum sinal de emergência (inclusive problemas respiratórios), busque assistência médica imediatamente.
  • Caso conviva com outras pessoas em espaços limitados, tome precauções adicionais para protegê-las.

Se tiver uma consulta médica que não possa ser adiada, ligue antes para o consultório e informe que você tem ou pode estar com COVID-19. Isso ajudará a proteger os profissionais e os pacientes do consultório.