Skip directly to search Skip directly to A to Z list Skip directly to page options Skip directly to site content

NIOSHTIC-2 Publications Search

Search Results

Patologia do oufido relacionada com o trabalho (Work-related ear pathology).

Authors
Costa-EA; Morata-TC; Kitamura-S
Source
Patologia do trabalho, 2nd ed. Mendes R, ed. Sao Paulo, Brazil: Editoria Atheneu, 2003 enero; 2:1253-1282
Link
NIOSHTIC No.
20022224
Abstract
Durante a atividade laboral, o sistema auditivo pode ser atingido por diversos agentes agressores: o ruido intenso. em exposicao continuada (perda auditiva induzida pelo ruido ou PAIR), certos produtos quimicos, em exposicao continuada (com efeitos semelhantes a PAIR), o ruido de impacto muito intenso (trauma acustico) e os traumatismos fisicos, dentre os quais o barotrauma. Dentre todos os fatores ou agentes que resultam em risco ocupacional, certamente o ruido aparece como o mais frequente, o mais universalmente distribuido e, portanto, expondo o maior numero de trabalhadores. A perda auditiva induzida pelo ruido (PAIR) tem sido apontada, dentre as doencas relacionadas ao trabalho, como uma das de mais elevada ocorrencia. E dentre as perdas auditivas do tipo sensorioneural, somente perde, em ocorrencia, para a presbiacusia, a surdez dos idosos (Nudelmann e cols., 1997). A , importancia da PAIR transcende a area medica, pois, alem de seus efeitos fisicos sobre a audicao, ela da origem a importantes disturbios psicossociais que podem afetar profundamente a qualidade de vida de seus portadores. Tanto que a sua abordagem envolve a participacao de diversas categorias profissionais, dentro e fora da area medica. Quando se estudam, porem, as perdas auditivas de origem ocupacional, deve-se levar em consideracao a existencia de outros agentes causais que, nao somente podem gerar perdas auditivas, independentemente de exposicao ao ruido, como tambem interagir com este, potencializando os seus efeitos sobre a audicao, Entre outros, podese citar a exposicao a certos produtos quimicos, as vibracoes e o uso de alguns medicamentos (ototoxicoses). Desta forma, Morata e Lemasters (1995) propuseram a utilizacao do termo perda auditiva ocupacional, por ser mais abrangente, considerando o ruido, scm duvida, como o agcnte mais comum, mas sem ignorar a existencia de outros, com todas as implicacoes que estes pudessem originar em termos de diagn6st co, medidas preventivas, limites de seguranca, legislacao etc. Por outro lado, a exposcao nao-ocupacional ao ruido intenso devc tambem ser levada em conta, pela sua grande e crescente incidencia na populacao, particularmente entre os jovens. Alem de gerar problemas semelhantes aos de origem ocupacional, cIa pode potencializar os efeitos da cxposicao no trabalho, comprometendo a eficicncia de toda uma scrie de medidas preventivas patrocinadas pelo empregador. O scrvico militar, o lazer e o esporte sao fatores importantes na causalidade deste tipo de perda auditiva. No Brasil, dentre as atividades de lazer, a musica amplificada desenvolve um papel importante. Exposicoes a niveis muito elevados de pressao sonora tem ocorrido, com muita frequencia, em discotccas, danceterias, apresentacoes de conjuntos musicais, trios eletricos e ate mesmo no uso de aparelhos de fones individuais (Jorge, 1993; Deus, 1998; Miranda & Dias, 1998; Marcon, 1999). Alguns esportes motorizados e outros, como o tiro ao alvo, possuem, tambem, um papel importante como causa de perda auditiva induzida pelo ruido (Seballos, 1995).
Keywords
Ear-disorders; Ears; Ear-protection; Hearing-protection; Hearing-loss; Hearing-impairment; Hearing-disorders; Hearing; Noise-induced-hearing-loss; Noise-exposure; Noise-control; Noise-levels; Sound; Impact-noise; Impulse-noise
Publication Date
20030101
Document Type
Book or book chapter
Editors
Mendes-R
Fiscal Year
2003
NTIS Accession No.
NTIS Price
NIOSH Division
DART
Priority Area
Disease and Injury: Hearing Loss
Source Name
Patologia do Trabalho, 2nd Edition,
State
OH
TOP